segunda-feira, 11 de maio de 2009

Preocupado com a pesca em Angra, Cordeiro recebe visita do presidente da Fiperj

O vereador Cordeiro recebeu em seu gabinete no anexo da Câmara Municipal de Angra, a visita do presidente da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), Benito Igreja. O encontro foi na última quarta-feira, 6. Benito retribuiu visita feita por Cordeiro ao escritório da Fiperj, em Niterói, no início de março.

No encontro, o vereador mostrou mais uma vez sua preocupação com o desenvolvimento e o bem estar da comunidade pesqueira de Angra, em especial os ilhéus e comunidades caiçaras que exploram a pesca de forma artesanal. Para Cordeiro, a legislação ambiental, embora necessária, deveria ser flexibilizada no caso de comunidades que exploram a pesca como meio de subsistência ou em pequena escala. O presidente da Fiperj narrou exemplos de comunidades pelo país que realizaram 'acordos de pesca' supervisionados pelo Ibama, criando condições especiais para exploração da pesca. Ele disse que esse modelo pode ser aplicado a algumas comunidades angrenses.

É um acordo que deve ser costurado com as comunidades e com a orientação do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e do Ibama. É um trabalho de longo prazo que a Fiperj pode ajudar a construir — comprometeu-se Igreja.

Cordeiro também sugeriu a instalação de um posto avançado da Fundação em Angra dos Reis, possivelmente na própria Ilha Grande, região que concentra a maior quantidade de comunidades pesqueiras do município. Ele prometeu enviar ofício ao Executivo Municipal sugerindo a liberação de área pública para a instalação da unidade.

Seria muito bom para a Ilha Grande e para Angra também, que tem na pesca um setor muito importante da sua economia, poder contar com as pesquisas, a assessoria técnica e as sugestões da Fiperj no desenvolvimento desta atividade. Angra tem um potencial enorme ainda inexplorado nesta área e o acompanhamento da Fiperj é de fundamental importância — disse Cordeiro.

Após a visita ao Gabinete de Cordeiro, o vereador petista fez questão de levar o presidente da Fiperj aos gabinetes dos vereadores José Antônio (PCdoB) e Jorge Mascote (PMDB), a fim de que ambos possam também somar esforços na defesa do setor pesqueiro municipal.

Nós detalhamos alguns passos importantes para viabilizar o aumento da inserção da Fiperj na região, beneficiando não somente Angra, como Paraty também. Agora é trabalhar para estas iniciativas terem frutos positivos — finalizou Cordeiro, que agendou novos encontros com o presidente da Fiperj ainda no primeiro semestre.

2 comentários:

laranja disse...

oi boa tarde cordeiro gostaria de saber seu wanderlaine posso trabalhar angra expo interprete lingua de sinais eu faco curso entendo a lingua do surdo

junior oliveira disse...

Vereador Cordeiro,meu nome é Cristina do Morro do Carmo,estou assistindo a Sessão da Câmara,e fico com muito medo do que vejo,o Presidente deixou claro que não esta pensando em Angra mas sim na eleição do ano que vem,porque com esses números de cargos vai cresce Angra com os ditos cargos,mas vai diminuir com os Angranses.eu tenho um papel do Tuca com o Essiomar,o qual o Prefeito disse que as prioridades dos cargos seria dos funcionários municipais, o que estamos vendo é um bando de pessoas QUE NÃO SABEM PRA QUE VIERAM .MO